Ácido fólico na gravidez: afinal é bom ou mau?

0
77

Apesar da reconhecida importância da ingestão de ácido fólico no período periconcecional – entre os 3 meses antes da conceção até às 12 semanas de gestação – para reduzir o risco de defeitos no tubo neural do bebé, um estudo realizado na Universidade do Porto revelou o risco de as crianças desenvolverem diabetes ou obesidade devido a uma exposição excessiva de ácido fólico durante a gestação.

A Organização Mundial da Saúde recomenda a suplementação antes de engravidar em:
0,4 mg/dia de ácido fólico.

Verificando a disponibilidade no mercado farmacêutico de suplementos de ácido fólico, muitos dos medicamentos aconselhados apresentam uma dosagem de 5 mg de ácido fólico, representando 12 vezes mais a dose recomendada.

Por isso, é fundamental a toma de suplementação apenas quando aconselhada pelo médico ou nutricionista.

Além de suplementação esta vitamina também pode ser encontrada em vários alimentos saiba quais são em: Alimentos com ácido fólico.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

five × five =